Seja bem-vindo(a)

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

21 DE SETEMBRO “DIA DA ÁRVORE E DO POLICIAL MILITAR AMBIENTAL”

   
Por Comunicação Social do Policiamento Ambiental - 21/09/16 - 09:42
Neste dia 21 de setembro, nos termos do Decreto Federal Nº 55.795, de 24 de fevereiro de 1965, comemora-se o “Dia da Árvore”. O objetivo maior é despertar a consciência de todos quanto a importância da preservação no desenvolvimento sustentável e na promoção da sadia qualidade de vida das presentes e futuras gerações.
Árvores são de suma importância para a humanidade uma vez que auxiliam no equilíbrio ecológico, regulando o clima, protegem os solos, ajudam no desenvolvimento da fauna e na pureza das águas dos rios.
Latente a necessidade de preservação das florestas e matas, entretanto, mais importante do que conhecer a importância de uma árvore é nos comprometermos com sua manutenção e preservação cuidando para que se desenvolvam e garantam o futuro do planeta Terra.
Não coincidentemente, no dia 21 de setembro também é comemorado o “Dia do Policial Militar Ambiental”, instituído pela Lei Estadual Nº 14.744/2012, de 17 de abril de 2012. Esta justa homenagem busca reconhecer todos aqueles que diuturnamente protegem o meio ambiente, contribuem com a preservação da ordem pública e com a segurança ambiental.
Para marcar data tão importante serão desenvolvidas pelo 2º Batalhão de Polícia Ambiental, nas regiões de Araçatuba, Bauru, Presidente Prudente e Marília diversas atividades de Educação Ambiental tais como palestras, plantio  e distribuição de mudas de árvores, conscientizando acerca da importância do meio ambiente ecologicamente equilibrado e da parcela de responsabilidade de cada um para que as gerações presentes e futuras tenham uma melhor qualidade de vida. 

terça-feira, 13 de setembro de 2016

CIPAM FLAGRA CRIME AMBIENTAL E RESGATA ANIMAIS SILVESTRES EM ACARI


Policiais do 2º Pelotão da Companhia Independente de Proteção Ambiental (CIPAM), sediado em Caicó, realizaram nesta segunda-feira (12), no município de Acari, o resgate de seis animais silvestres, sendo um Concriz, um Galo de Campina, dois Asas Branca, uma Galinha D´Agua e um Cágado que seriam comercializados ilegalmente.
Também foram apreendidos diversos materiais utilizados para caça de animais tais como oito gaiolas, um viveiro, um alçapão, dois polvarim, uma piabeira e um porta chumbo. Oito animais foram encontrados mortos, sendo um Concriz, quatro Arribaçãs, um Marreco, uma Jibóia e um Gato Maracajá.
Um homem identificado por Issac Carneiro Vasconcelos foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil da cidade para os procedimentos legais.
A Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima e ao chegar no local foi constatado o crime ambiental. Todo material foi recolhido à sede do IBAMA. A operação foi comandada pelo 1º tenente Rafael Victor.
Do Blog de Magno César

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

ESPÉCIES MARINHAS SÃO DECLARADAS PATRIMÔNIO NATURAL PELO GOVERNO DO PI

Do G1 PI
Ninhos são monitorados e voluntários aguardam o nascimento de mais filhotes (Foto: Gustavo Pereira/Arquivo Pessoal)Tartarugas marinhas é uma das espécies declaradas patrimônio natural do PI (Foto: Gustavo Pereira)
O governador Wellington Dias (PT) sancionou na terça-feira (29) uma lei que institui o Dia Estadual de Conservação da Biodiversidade Marinha e Costeira no Piauí. No documento, também foram declarados como patrimônio natural do estado as espécies peixe-boi, tartaruga-marinha e o cavalo-marinho.
Conforme a lei publicada no Diário Oficial do Estado na quarta-feira (31), o dia estadual será comemorado anualmente em 28 de agosto. O governo justifica a medida destacando a importância de promover ações e atividades que divulguem o potencial socioeconômico e ambiental do estado resultantes da proteção do ambiente natural, da história das comunidades e de suas relações com a biodiversidade marinha.
Mamífero aquático é uma espécie considerada em extinção no Brasil pelo Ibama (Foto: Chico Rasta)
Mamífero aquático é uma espécie considerada em
extinção no Brasil pelo Ibama (Foto: Chico Rasta)
De acordo com o documento, o governo terá que promover agendas ambientais comuns que integrem poder público, centros de pesquisas, organizações não governamentais e outras representações da sociedade civil. O Executivo estadual também destaca a necessidade de coibir práticas que causem danos às espécies contempladas na nova lei.
O governo promete divulgar por meio de ações promocionais de turismo o status de patrimônio natural conferido aos animais. O Dia Estadual de Conservação da Biodiversidade Marinha e Costeira passará a constar no calendário oficial de eventos do estado. A proposta sancionada pelo governador Wellington Dias foi de autoria do deputado estadual Antônio Félix (PSD).
Segundo Werlanne Magalhães, bióloga e vice-presidente do Projeto Biodiversidade Marinha do Delta (Biomade), a sanção da nova lei é um reconhecimento das espécies e também contribui para o engrandecimento do setor do turismo na região. Ele destaca que zelar o meio ambiente significa cuidar da qualidade de vida tanto dos animais como das pessoas.
"Nós ficamos muito felizes com a sanção da lei. Participamos das discussões juntamente com o ICMBio para que essa reivindicação fosse atendida. O reconhecimento desses animais, que estão em extinção, valoriza o turismo e traz visibilidade para a nossa região. O setor de turismo e a comunidade ganham com essa lei", falou.
A bióloga destacou ainda que a tartaruga marinha já havia sido contemplada com uma data alusiva à espécie em duas cidades do litoral piauiense.

terça-feira, 30 de agosto de 2016

NORDESTE TERÁ VOLUME TÃO GRANDE DE CHUVAS QUE VAI MODIFICAR ATÉ A GEOGRAFIA, DIZEM PESQUISADORES DA USP. SERÁ?

HPIM0163
De acordo com pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), ao Correio Online, chuvas torrenciais trarão um volume de água tão grande, a ponto de modificar a geografia nordestina, eliminando espécies e fazendo surgir novas fauna e flora

"O Sertão vai virar mar… Dá no coração, o medo que algum dia o mar também vire Sertão”. A segunda parte do refrão já aconteceu em várias localidades do Nordeste, onde rios viraram poeira. A primeira e mais improvável, pode não ser tão improvável assim e se tornar realidade nas próximas décadas, de acordo com a previsão de estudiosos sobre prognósticos do clima a médio e longo prazo. Após sofrer por várias décadas com a seca, o Nordeste brasileiro pode ir para o outro extremo e sofrer com excesso de chuvas, que começariam em 30 anos, de acordo com as previsões.

De acordo com pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), ao Correio Online, chuvas torrenciais trarão um volume de água tão grande, a ponto de modificar a geografia nordestina, eliminando espécies e fazendo surgir novas fauna e flora. O desastre ambiental será provocado pela ação do homem, que resulta em emissão de gases do efeito estufa em atlas concentrações e desequilibram o clima no planeta. O resultado disso é que as correntes marinhas irão reduzir em até 44% sua intensidade, provocando super aquecimento das águas do Atlântico, nas imediações da região Nordeste, produzindo maior evaporação e formação de chuvas em excesso.

“O aquecimento global vai arrefecer as correntes marinhas de duas formas. Uma delas é intensificando as chuvas nas altas latitudes do Atlântico Norte, onde as águas precisam ser mais densas para afundar e retornar ao Sul, realimentando as correntes. Se chove muito, reduz a salinidade da água e consequentemente sua densidade, dificultado o afundamento. A outra forma é derretendo as calotas de gelo sobre a Groenlândia, liberando água doce e também reduzindo a salinidade da água, exatamente nos sítios de formação das águas profundas, onde as correntes marinhas fazem o retorno”, explicou o professor de Ciências da USP, Cristiano Chiessi, coordenador da pesquisa que estuda os efeitos da redução das correntes marinhas.
Do Blog de  Miquéas Capuxú

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

FOGOS DE ARTIFÍCIO, CARROÇAS COM ANIMAIS E PAREDÕES DE SOM ESTÃO PROIBIDOS NA CAMPANHA ELEITORAL DE CAICÓ

Fogos de artifício também foram proibidos em Caicó
Fonte: http://sidneysilva.com.br/
O juiz eleitoral da 25ª ZE, Luiz Cândido de Andrade Villaça, em comum acordo com as coligações majoritárias e proporcionais que disputam o pleito deste ano, decidiu que está terminantemente proibido o uso de fogos de artifício na campanha.
O comandante da Cipam em Caicó, Tenente PM Rafael Vitor, fez o apelo alegando que os fogos perturbam o sossego alheio. Os representantes dos Bombeiros reforçaram o apelo alegando o perigo de incêndios, que foi aceito por todas as coligações.
Com isso diminui a pertubação para pessoas e animais, como também, o risco de incêndio em matas haja vista o período seco ser propício“, comentou o Tenente Rafael Vitor.
O uso de paredão de som também foi proibido. As coligações terão número limitados de carros com som cadastrados na Justiça Eleitoral e aferidos pela Polícia Ambiental.
Também foi proibido o uso de carroças com animais para evitar os maus-tratos.


quarta-feira, 17 de agosto de 2016

CIPAM APREENDE AVES SILVESTRES E GAIOLAS EM 3 AÇÕES EM JUCURUTU

Policiais da CIPAM de  Caicó, conseguiram realizar mais uma apreensão de aves silvestres na comunidade rural Riachão, em Jucurutu. Esta já é a terceira vez que os policiais atuam para coibir a criação ilegal de aves naquela cidade.
Foram apreendidos:
3 Concrizes
1 Craúna
1 Galo de Campina
1 Sabiá
5 Canções
1 Papa Sebo
1 Espingarda de calibre 32
1 Cartucheira com 26 cartuchos (sendo 7 deflagrados)
Outras duas ações dos policiais ambientais rendeu também apreensão de aves e gaiolas na mesma cidade.
Nesta segunda-feira (15), os policiais encontraram 36 canários na comunidade Fechado, localizada na saída para Florânia. Na mesma ação os policiais encontraram:
15 Gaiolas
2 Viveiros
2 Pegas (gaiola para briga)
2 Aninhadores
3 Viajantes
1 Maleta de viajantes
Na quinta-feira, (11), os policiais receberam informação da existência de aves silvestres também na zona rural de Jucurutu. Os policiais apreenderam:
21 Gaiolas com pássaros
06 Gaiolas vazias
02 Viveiros
02 Maletas de viajantes
06 Aninhadores
24 Canários
01 Craúna
01 Galo de Campina
04 Rolinhas

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

FÓSSIL DE ANIMAL PRÉ-HISTÓRICO GIGANTE É ENCONTRADO NA ZONA RURAL DE FLORÂNIA

Foi encontrado na zona rural de Florânia, município localizado na região Seridó potiguar, o fóssil de um animal pré-histórico gigante. Técnicos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e do Museu Câmara Cascudo visitaram o local e recolheram o material para análise.

A suspeita é que seja um elefante da América do Sul, animal da mesofauna que habitou a região de 10 a 60 mil anos atrás. Dependendo dos resultados alcançados, espera-se manter este fóssil em um museu na cidade de Florânia.


Fonte: Tonny Washington