Seja bem-vindo(a)

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

POLÍCIA MILITAR FECHA “RINHA DE GALO” E RESGATA 63 ANIMAIS EM APODI

Policiais da Companhia Independente de Proteção Ambiental (CIPAM) fecharam neste domingo (27) uma “ Rinha de Galo” localizada na zona Rural do município de Apodi. Durante a operação 19 proprietários de galos foram detidos, sendo resgatados 63 galos e apreendidos diversos instrumentos tais como bicos de aço, esporas, muitos hormônios, seringas e tesouras utilizados na rinha.
Participaram dando apoio a operação, o 12º Batalhão de Polícia Militar (12º BPM) por meio das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (ROCAM) e o 2º Batalhão de Polícia Militar (2º BPM) por meio do Grupo Tático Operacioanl (GTO). A operação tem por objetivo coibir tal prática que constitui crime ambiental e acarreta na morte de vários galos.
Fonte:http://blogdoserido.com.br/noticias/

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

PM E SEMURB APREENDEM 12 PAREDÕES DE SOM E FECHAM BAR EM NATAL

Fonte: Anderson Barbosa
Do G1 RN
Realizada em conjunto entre a Companhia de Policiamento Ambiental e Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo, operação apreendeu vários equipamentos de som na Praça dos Gringos, em Ponta Negra (Foto: PM/Divulgação)Realizada em conjunto entre a Companhia de Policiamento Ambiental e Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo, operação apreendeu vários equipamentos de som na Praça dos Gringos, em Ponta Negra (Foto: PM/Divulgação)
Doze paredões de som automotivos foram apreendidos e um bar fechado na noite deste sábado (29) na Zona Sul de Natal durante uma ação de fiscalização e combate à perturbação do sossego. A operação aconteceu na Praça Ecológica de Ponta Negra, mais conhecida como Praça dos Gringos. Os donos dos equipamentos foram autuados em flagrante e multados.
A operação foi realizada em conjunto pela Companhia Independente de Policiamento Ambiental da PM (Cipam), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) e Guarda Municipal.
Gustavo Szilagyi, supervisor de Fiscalização Ambiental da Semurb, explicou que os donos dos paredões apreendidos foram autuados em flagrante e multados duas vezes. Primeiro em descumprimento a uma Lei Municipal (nº 6246, de 2011) que proíbe o acionamento de paredões de som automotivos em Natal. Neste caso, a multa é de R$ 335,75, mas pode chegar a R$ 1.675,25 em caso de reincidência. "Também encaminharemos processos ao Ministério Público para que eles respondam por crimes de desobediência e incitação à desordem”, acrescentou. A segunda multa está prevista no Código de Trânsito Brasileiro, cujo valor é de R$ 127,69. “O dono do bar, que foi fechado por também estar com o som alto e por não ter licença de funcionamento, foi autuado pela Lei Municipal 4.100 do Código de Meio Ambiente", acrescentou.
Som alto
O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) regulamentou a multa por causa de som alto dentro do carro por meio da Resolução nº 624, aprovada no dia 19 deste mês. Segundo o Ministério das Cidades, agora quem for pego perturbando o sossego público pode ser multado, mesmo sem medição do volume em decibéis.

Até então, o artigo 228 do Código Brasileiro de Trânsito estabelecia um limite aceitável de até 80 decibéis a uma distância de 7 metros, e de 98 decibéis, a apenas 1 metro. Por isso, as multas dependiam de um equipamento chamado decibilímetro, certificado pelo Inmetro. Com a nova resolução, a autuação agora pode ser feita, "independente do volume ou frequência".
A infração continua considerada grave (5 pontos), com penalidade de R$ 127,69 (vai subir para R$ 195,23 em 1º de novembro) e retenção do veículo.
Ficam fora desta regra as buzinas, alarmes, sinalizadores de marcha-a-ré, sirenes, veículos de publicidade com caixas de som e carros de competição e entretenimento em locais permitidos pelas autoridades competentes.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

CAICÓ: IGARN E CBH-PPA REALIZAM SEMINÁRIO SOBRE FISCALIZAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS NA TERÇA-FEIRA

O Instituto de Gestão das Águas do Estado do RN (IGARN) em parceria com o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piancó-Piranhas-Açu (CBH-PPA) estará promovendo nesta próxima terça-feira (25) as 9 h, no auditório do Centro Administrativo, em Caicó, região Seridó, o Seminário  Fiscalização, Controle, Monitoramento e Infrações na utilização de Recursos Hídricos Superficiais e Subterrâneos. Na ocasião os técnicos do IGARN repassarão informações sobre os procedimentos necessários para a regularização de quem trabalham com a utilização de águas de poços e açudes de domínio do estado do RN, ressalta informação do portal eletrônico do CBH-PPA.

O seminário tem como objetivo prevenir e orientar os agricultores e trabalhadores rurais para que se regularizem com suas outorgas de direitos de uso da água, pois a partir de novembro, os fiscais do Igarn passarão a aplicar penalidades, que vão de advertência a embargo, além de multas que variam entre R$ 100,00 e R$ 10 mil pelo uso irregular da água, com base na Lei Complementar nº 569, de abril deste ano. No decorrer do Seminário os técnicos do órgão estadual farão o cadastro, de forma presencial, para os agricultores e trabalhadores rurais que precisarem de outorga, propiciando a regularização de suas atividades e evitando que venham a incorrer em penalidades.
Fonte: http://www.miqueascapuxu.com/

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

MORADOR MATA JACARÉ A PEDRADAS EM MT E ALEGA QUE ANIMAL ATACOU FILHAS

Jacaré foi arrastado até a casa de uma vizinha para consumo, diz polícia.
Ele e a vizinha foram encaminhados à delegacia pela
Polícia Ambiental.

Fonte:Do G1 MT


Jacaré foi encontrado morto dentro de uma casa em Várzea Grande (Foto: Assessoria/ Polícia Militar/ MT)Jacaré foi encontrado morto dentro de uma casa em Várzea Grande (Foto: Assessoria/ Polícia Militar/ MT)
Um jacaré foi morto a pedradas por um homem, de 25 anos, no Bairro Jardim dos Estados, emVárzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, neste domingo (2). De acordo com a Polícia Militar Ambiental, ele alegou que o animal teria atacado as duas filhas dele, uma de quatro anos e outra de oito meses. O jacaré foi arrastado até a casa de uma vizinha dele para o consumo.
Segundo a Polícia Civil o homem e a vizinha foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Várzea Grande, assinaram um termo circunstanciado por crime ambiental e foram liberados em seguida.A polícia foi até o bairro após receber denúncia anônima, no domingo (2), informando que alguém estava matando um jacaré a pedradas.
Ao chegar ao local, os policiais, do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental viram rastros de sangue na rua indicando o local para o animal teria sido arrastado.
Os policiais foram até a casa indicada pelos rastros de sangue e foram atendidos pela moradora, de 54 anos. De acordo com a polícia, ela confirmou que o jacaré estava dentro da residência e disse ainda que o vizinho tinha abatido o animal e levado até ela, para ser consumido.
Aos policiais militares, o homem confessou que tinha matado o animal silvestre e confirmado a versão da vizinha. Mas ressaltou que só matou o jacaré após o bicho ter atacado as duas filhas pequenas.
O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), em Cuiabá.

MORADOR MATA JACARÉ A PEDRADAS EM MT E ALEGA QUE ANIMAL ATACOU FILHAS

Jacaré foi arrastado até a casa de uma vizinha para consumo, diz polícia.
Ele e a vizinha foram encaminhados à delegacia pela
Polícia Ambiental.

Fonte:Do G1 MT


Jacaré foi encontrado morto dentro de uma casa em Várzea Grande (Foto: Assessoria/ Polícia Militar/ MT)Jacaré foi encontrado morto dentro de uma casa em Várzea Grande (Foto: Assessoria/ Polícia Militar/ MT)
Um jacaré foi morto a pedradas por um homem, de 25 anos, no Bairro Jardim dos Estados, emVárzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, neste domingo (2). De acordo com a Polícia Militar Ambiental, ele alegou que o animal teria atacado as duas filhas dele, uma de quatro anos e outra de oito meses. O jacaré foi arrastado até a casa de uma vizinha dele para o consumo.
Segundo a Polícia Civil o homem e a vizinha foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Várzea Grande, assinaram um termo circunstanciado por crime ambiental e foram liberados em seguida.A polícia foi até o bairro após receber denúncia anônima, no domingo (2), informando que alguém estava matando um jacaré a pedradas.
Ao chegar ao local, os policiais, do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental viram rastros de sangue na rua indicando o local para o animal teria sido arrastado.
Os policiais foram até a casa indicada pelos rastros de sangue e foram atendidos pela moradora, de 54 anos. De acordo com a polícia, ela confirmou que o jacaré estava dentro da residência e disse ainda que o vizinho tinha abatido o animal e levado até ela, para ser consumido.
Aos policiais militares, o homem confessou que tinha matado o animal silvestre e confirmado a versão da vizinha. Mas ressaltou que só matou o jacaré após o bicho ter atacado as duas filhas pequenas.
O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), em Cuiabá.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

TAMANDUÁ-MIRIM É RESGATADO POR CORPO DE BOMBEIROS EM JAÚ

Fonte: Do G1 Bauru e Marília


Segundo a corporação, animal estava solto em rua do Jardim América.
Ele foi levado a hospital veterinário e depois solto em área de mata.



Tamanduá-mirim foi resgatado em Jaú (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)Tamanduá-mirim foi resgatado em Jaú (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Um tamanduá-mirim foi resgatado pela equipe do Corpo de Bombeiros, na segunda-feira (26), emJaú (SP). De acordo com a corporação, o animal estava solto na Rua Gumercindo da Silva Floret, no Jardim América.


Ainda segundo os bombeiros, ele foi resgatado e encaminhado a um hospital veterinário para receber atendimento. Em seguida, o tamanduá foi solto em uma área de mata, em seu habitat natural.

TAMANDUÁ-MIRIM É RESGATADO POR CORPO DE BOMBEIROS EM JAÚ

Fonte: Do G1 Bauru e Marília


Segundo a corporação, animal estava solto em rua do Jardim América.
Ele foi levado a hospital veterinário e depois solto em área de mata.



Tamanduá-mirim foi resgatado em Jaú (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)Tamanduá-mirim foi resgatado em Jaú (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Um tamanduá-mirim foi resgatado pela equipe do Corpo de Bombeiros, na segunda-feira (26), emJaú (SP). De acordo com a corporação, o animal estava solto na Rua Gumercindo da Silva Floret, no Jardim América.


Ainda segundo os bombeiros, ele foi resgatado e encaminhado a um hospital veterinário para receber atendimento. Em seguida, o tamanduá foi solto em uma área de mata, em seu habitat natural.